6 de dezembro de 2017

 

Natal foi a capital brasileira que mais apresentou crescimento no preço da cesta básica no mês de novembro, com alta de 0,96%. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e foram apresentados nesta quarta-feira (6).
Apesar de a capital potiguar ser a que teve o maior aumento, quem pagou mais caro pela cesta básica foi a população da cidade de Porto Alegre. A capital do Rio Grande do Sul apresentou redução de 0,61%, contudo o valor pago pela cesta ainda é o maior do país: R$ 444,16. Em Natal a cesta custou R$ 328,21 no mês passado.
Além da capital do Rio Grande do Norte, Aracaju (0,21%), Maceió (0,44%), Recife (0,58%) também tiveram aumento no preço cobrado pela cesta básica, de acordo com a pesquisa. Nas outras 17 capitais pesquisadas, houve queda.


Ainda de acordo com o que levantou o Dieese, em novembro de 2017, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.731,39, ou 3,98 vezes o mínimo de R$ 937,00.
Em outubro de 2017, segundo o órgão, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 3.754,16, ou 4,01 vezes o mínimo vigente. Em novembro de 2016, o salário mínimo necessário foi de R$ 3.940,41 ou 4,48 vezes o piso em vigor, que equivalia a R$ 880,00.G1RN

Postado por Cardoso Silva
Categorias: RN
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Social
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
Publicidade