12 de julho de 2014
bb
Nunca uma disputa de terceiro lugar valeu tanto para o Brasil. Humilhada diante da Alemanha na semifinal, a seleção precisava de uma vitória em seu último jogo na Copa do Mundo para ao menos se despedir com um pouco de dignidade. Mas nem isso conseguiu. Novamente apresentou desatenção defensiva, perdeu para a Holanda por 3 a 0, neste sábado, em Brasília, e terminou o Mundial na quarta colocação.
A nova derrota contraria Felipão em sua tese de que o vexame diante dos alemães foi apenas uma “pane inexplicável” e de que o “trabalho foi bom”. O Brasil se despediu sem apresentar uma atuação convincente em nenhuma partida nesta Copa e com seu prestígio extremamente arranhado. Neste adeus melancólico, até a arbitragem foi mal. Marcou pênalti inexistente no primeiro gol holandês, não deu impedimento no segundo e deixou de anotar penalidades para ambos os lados. Nada, porém, que justificasse mais uma tarde ruim dos anfitriões. Agora, a definição é se o treinador continua ou não no cargo. A comissão técnica deve se reunir com o comando da CBF na próxima semana, quando o futuro de Scolari na seleção será decidido.
O melhor: Robben – Candidato a melhor jogador da Copa, o atacante se despediu com mais uma boa atuação. Em duas arrancadas, deu origem às jogadas que resultaram nos dois gols da Holanda nos primeiros 15 minutos. Ainda deu muito trabalho aos defensores no restante da partida. Só faltou balançar as redes para coroar seu adeus ao Mundial.
O piorDavid Luiz – O jogador mais querido pela torcida depois de Neymar não foi bem. Com excesso de vontade, esteve mal postado taticamente em diversos momentos e comprometeu a defesa. No primeiro gol holandês, subiu ao meio-campo para dar combate e deixou a zaga descoberta na arrancada de Robben. No segundo tento, rebateu mal cruzamento, cabeceando para o meio da área.
A chave do jogo: Descontrole total no primeiro tempo – Assim como contra a Alemanha, o Brasil teve 15 minutos para esquecer na etapa inicial. O meio-campo voltou a deixar a defesa desprotegida, mesmo com três volantes. O buraco entre os dois setores foi bem explorado pelos holandeses, que abriram 2 a 0 logo no começo da partida. O Brasil até tentou durante todo o restante do jogo reverter o prejuízo, mas sucumbiu diante da marcação adversária e pouco criou.uol
BANNER WEB
Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: Brasil, Esporte
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
25/05 Sáb
Máxima.: 34°c
Minima.: 24 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade