23 de junho de 2024

Foto: Job Drone

Felipe Salustino
Repórter

Com previsão de movimentar R$ 8 milhões por ano no Seridó, o Complexo Acari Cidade da Moda deverá ter as obras concluídas no final de 2024. De acordo com o prefeito Fernando Antônio Bezerra, de Acari, a construtora Certa, empresa responsável pelos serviços, prometeu entregar toda a estrutura, composta por 10 galpões, um centro de eventos, duas praças de convivência e salas multiuso, em dezembro. O Município já começou a fazer a prospecção de oficinas de costura para instalação no complexo, as quais devem garantir algumas certificações de qualidade, além de estarem inseridas em duas modalidades: a prestação de serviços, como já acontece, e a criação de uma marca própria.

Segundo informou o prefeito, a conclusão das obras envolve a construção de cinco dos 10 galpões previstos no projeto. “Não são construções demoradas, porque os galpões são todos de pré-moldado. Então, a construtora Certa está prometendo a conclusão para dezembro deste ano”, afirmou Bezerra. A ordem de serviço para o início das obras foi assinada em 18 de março de 2022, pelo então ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional. O empreendimento, que integra a Estratégia Rotas de Integração Nacional, tem como objetivo fortalecer a cadeia produtiva da indústria de confecções.

Fernando Bezerra disse que o grande destaque será o centro de eventos, espaço que irá garantir a promoção das marcas locais por meio de feiras. “Este espaço será o pulmão da Cidade da Moda, onde nós esperamos que as marcas produzidas em Acari e região se organizem para a criação de eventos de vendas e promoção própria. A ideia é que ocorram feiras mensais ou quinzenais”, aponta o gestor. Outro ponto forte deverá ser a qualificação permanente, uma vez que as oficinas que se instalarem nos galpões deverão constituir uma grife local.

“A gente precisa dedicar tempo e energia a preparar continuamente mão de obra para a indústria de confecções e não mais somente para a prestação de serviços [hoje as oficinas costuram para parceiros, como a Guararapes]. Obviamente, ele é fundamental para a economia, mas queremos, em paralelo que as empresas produzam uma etiqueta local, uma moda própria. Este, no entanto, é um processo muito mais demorado”, pontua Bezerra.

Foto: Job Drone

Além da própria marca, as empresas precisam estar de acordo com certificações como o selo ABVTEX, da Associação Brasileira do Varejo Têxtil, atribuído a empresas do setor comprometidas com critérios como condições dignas de trabalho, combate à informalidade e responsabilidade social, dentre outros.

O complexo foi orçado, inicialmente, em R$ 19,7 milhões, mas necessitou de um aditivo de pouco mais de R$ 2 milhões para adequações do terreno. “Foi necesário fazer um nivelamento deste terreno. Esta fase, além de ter tomado muito empo, demandou o aditivo. Hoje, temos cerca de 50% de execução da obra em termos financeiros. O Governo Federal é o principal parceiro”, explica o prefeito. Parte dos recursos para o projeto foram liberados pelo Ministério do Desenvolvimento regional ainda quando o senador licenciado Rogério Marinho era ministro.

Projeto dará novo ânimo à região, diz Fiern

Entidades ligadas ao setor de fabricação têxtil analisam que o Complexo Acari Cidade da Moda se consolidará como um importante polo de produção e valorização do segmento. Na avaliação das fontes ouvidas pela reportagem, as empresas de todo o Rio Grande do Norte poderão ser beneficiadas, o que é crucial para o fortalecimento da cadeia. “A Acari Cidade da Moda vai disponibilizar uma infraestrutura capaz de impulsionar o crescimento e promover a indústria têxtil do Estado, a partir da vocação da região Seridó”, diz o presidente da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Roberto Serquiz.

Para João Hélio Cavalcanti, diretor-técnico do Sebrae-RN, o Complexo será um novo canal de comercialização direcionado a quem produz moda em território potiguar. “Nós acompanhamos mais de 100 empresas do segmento e observamos o Acari Cidade da Moda como uma ótima oportunidade para que as oficinas se apresentem ao público e também a toda a cadeia produtiva de moda. Enquanto Sebrae, estamos juntos e apoiando a iniciativa, com a preparação dos negócios a fim que sejam criados produtos competitivos e inovadores”, afirma João Hélio.

Roberto Serquiz, da Fiern, frisa que o empreendimento trará novo ânimo, inclusive, para o Pró-Sertão. “Isso se dará com a criação das marcas próprias e a diversificação de parcerias”, cita o presdiente, ao complementar destacando a importância do Complexo para fortalecer o setor, ainda cercado de desafios, na avaliação dele. “O principal hoje é superar a diferença tributária que tramita no Congresso Nacional, conhecida como ‘taxação das blusinhas’”, inicia.

“Numa segunda vertente, é fundamental a adesão e qualificação da mão de obra. São prioridades para a preservação dos empregos e melhoria da competitividade. Nesse aspecto, acrescento ao projeto Acari Cidade da Moda o cultivo de um ambiente de negócio cada vez mais receptivo ao empreendedorismo. Isso significa agilidade de licenciamento, menos burocracia, mais créditos e a criação de novas políticas de incentivo”, assegura Serquiz.

Incentivos
Marionete Medeiros, presidente da Associação Seridoense de Confecções (Asconf), disse que, no rol das expectativas do Complexo, a Associação tem buscado junto ao Governo do Estado um ambiente mais competitivo para o setor do ponto de vista tributário.

“Buscamos incentivos, como a redução da diferença da alíquota de ICMS relacionada à matéria-prima que a gente compra em outros estados. O governo já nos recebeu, foi solícito à nossa demanda e, agora, nós aguardamos um desfecho”, detalha. Fernando Bezerra, prefeito de Acari, diz que incentivos serão fundamentais para somar ainda mais benefícios à consolidação da cadeia.

“Já costuramos há muito tempo e fazemos isso com qualidade. A região toda tem essa vocação, com mão de obra intensiva. Então, este é o projeto mais imporante, que abrange a interiorização de toda a indústria e envolve justamente essa mão de obra intensiva”, atesta o gestor.

Galpões e centro de eventos terão concessão

O Complexo Acari Cidade da Moda terá uma estrutura composta por 10 galpões, um centro de eventos com auditório e um pátio para feiras. O empreendimento também irá dispor de duas praças de convivência, salas multiuso para qualificação profissional, uma vitrine colaborativa (espaço permanente de visibilidade das marcas), lanchonetes e restaurantes. De acordo com Fernando Bezerra, prefeito de Acari, a ideia é conceder os galpões e o centro de eventos para a iniciativa privada.

“Nós desejamos começar em breve o processo de concessão dos galpões. Queremos colocar um estímulo para as oficinas que fizerem a prestação de serviço e a produção própria, como eu já mencionei. Queremos antecipar essas concessões. Em relação ao centro de eventos, é preciso aguardar a entrega do Complexo, no final do ano”, detalha o gestor. A expectativa, inicialmente, é de que cerca de 800 empregos diretos se concentrem no empreendimento, mas parte deles já está nas oficinas da região que poderão se instalar no local.

“Nossa prospecção, inicialmente, se concentra nas cerca de 15 oficinas que já estão em Acari”, comenta o prefeito. Além do segmento de confecções, a gestão demanda esforços para atrair empresas do setor de bonelaria.
Marionete Medeiros, da Asconf, afirma que, algumas oficinas de Acari já começaram a trabalhar, inclusive, a marca própria. “O empreendedor está começando a fazer o próprio produto. Por isso, o Acari Cidade da Moda não é apenas um projeto. É algo que nos traz um novo olhar, com abertura de outras oportunidades”, frisa.

A presidente da Asconf destaca, ainda, a localização do Complexo – estratégica, segundo ela – uma vez que 70% das 119 oficinas de costura do Rio Grande do Norte estão no Seridó. O empreendimento está localizado às margens da BR-427, na saída de Acari em direção a Jardim do Seridó. Via https://tribunadonorte.com.br/

Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: RN, Seridó
FAO
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
16/07 Ter
Máxima.: 34°c
Minima.: 22 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade