27 de março de 2017

O empresário Henrique José Torres Lopes vai a julgamento pela morte do também empresário Robson Maurício Oliveira de Souza e de André Luiz Delfino. Henrique é apontado como mandante do duplo homicídio e o juiz Felipe Barros, da comarca de Macaíba, publicou, no início deste mês, sentença de pronúncia determinando que o ele vá a júri popular.

Robson Maurício Oliveira de Souza era empresário do ramo de construção civil e foi assassinado no dia 2 de setembro de 2005, em Macaíba. De acordo com as investigações, ele tinha uma dívida com Henrique Torres, por ter comprado combustível no posto do acusado e não ter pago, alegando que o produto era adulterado.

A dívida resultou em uma ação judicial e, ainda segundo consta nos autos, o empresário Henrique Torres teria contratado criminosos para executar Robson Maurício, que acabou sendo morto a tiros, juntamente com o motorista André Luiz, que o acompanhava.

Banner para blog

No decorrer das investigações, a polícia descobriu que a execução das vítimas foi intermediada por um homem identificado como Alcimar Silveira, a mando de Henrique. “Alcimar Silveira, apresentando-se como ‘Dr. Silveira’, foi quem travou os primeiros contatos com a vítima, ao mostrar-se interessado em contratar os serviços de construção de galpão pré-moldado, atraindo as vítimas para o local onde foram executadas, sendo a outra vítima morta apenas porque estava no mesmo carro que Robson Maurício”, consta nos autos.

A polícia também descobriu o pagamento em cheque no valor de R$ 10 mil feito pelo posto de propriedade de Henrique para o acusado Alcimar Silveira. Este chegou a ser preso, mas fugiu em 2005 e, atualmente, continua foragido. O valor de R$ 10 mil era referente ao pagamento para Sebastião Erivan Dantas e Fernando Marcelino de Souza, conhecido como Biu, que teriam sido os autores dos disparos que mataram as vítimas.

“À vista do exposto, com fundamento no artigo 413, do Código de Processo Penal, pronuncio o acusado Henrique José Torres Lopes, em face das vítimas Robson Maurício Oliveira de Souza e André Luiz Delfino, para que seja submetido a julgamento perante o Tribunal do Júri Popular desta Comarca”, publicou o juiz Felipe Barros.

Ele ainda determinou: “Renove-se mandado de prisão preventiva em face de Alcimar Silveira para os órgãos policiais de captura de foragidos, inclusive Polícia Federal”. A data do julgamento de Henrique Torres, que está em liberdade, ainda não foi marcada.G1rn

Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: Policial, RN
FAO
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
13/06 Qui
Máxima.: 34°c
Minima.: 23 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade