19 de novembro de 2016

aaa2

Estruturar novas alianças tendo como eixo um território organizado é o caminho para se chegar ao desenvolvimento sustentável das cidades da região do Seridó. A avaliação é da socióloga Tânia Zapata, especialista em desenvolvimento regional. Ela veio ao estado a convite do Sebrae e proferiu um palestra durante a Feira do Empreendedor do Seridó. Para a socióloga Tânia Zapata, o capital humano e social pode garantir a construção do desenvolvimento sustentável das cidades do Seridó.

ARTE CARDOSO_PONTO CERTO

A visão da especialista é que um território organizado e novas lideranças inspiradoras são essenciais para a construção do desenvolvimento sustentável, com foco na rede de cooperação público-privada do Seridó. Segundo Tânia Zapato, capital social é a capacidade que um território tem de se organizar e estar articulados para produzir projetos estratégicos com visão de longo prazo. “É ter espírito coletivo. Desenvolvimento sustentável se faz com a cultura da cooperação”, enfatizou.

Autora de publicações sobre território, governança e planejamento, Tânia Zapata observou que o mais importante não é uma região ser grande, mas sim organizada, e alertou que não se pode confundir crescimento com desenvolvimento.  “O Seridó tem muito sentido de identidade, pertencimento, pessoas que amam sua terra, tem gosto de viver na região, apesar dos desafios. É um território com cultura empreendedora”, afirmou Tânia Zapata, que é consultora da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Sebrae em todo o Brasil.

Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: Educação, RN, Seridó
GOVERNO  NOVO
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
25/06 Ter
Máxima.: 34°c
Minima.: 22 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade