26 de setembro de 2014
pb
Após 19 horas de julgamento, Eduardo dos Santos Pereira, apontado como o mentor da ‘Barbárie de Queimadas’, ocorrida em 2012 no Agreste da Paraíba, foi condenado a 106 anos e quatro meses de reclusão. Eduardo foi considerado culpado por dois homicídios, formação de quadrilha, cárcere privado, corrupção de menores e porte ilegal de arma, além dos cinco estupros. Além disso, ele recebeu uma pena de 1 ano e 10 meses de detenção pelo crime de lesão corporal de um dos adolescentes envolvidos no crime, o que na prática representa 108 anos e dois meses.
A sentença foi anunciada pelo juiz às 9h desta sexta-feira (26) no plenário do 1º Tribunal do Júri de João Pessoa, no Fórum Criminal. Na ‘Barbárie de Queimadas’, cinco mulheres foram estupradas durante uma festa de aniversário e duas delas foram assassinadas porque teriam reconhecido os agressores. Eduardo Santos foi o último dos envolvidos no crime a ser julgado. Outros seis homens já foram condenados e cumprem pena em regime fechado e três adolescentes foram sentenciados e cumprem medidas socioeducativas.
mm
Familiares das vítimas aguardaram de mãos dadas o anúncio da sentença (Foto: André Resende / G1)
BRITADOR SERIDÓ
REDE SERIDOAA
Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: PB, Policial
FAO
Comentários
  1. BOER CAPRIVILLA disse:

    Um bandido deste é para ir para o paredão de fuzilamento

  2. Francisco disse:

    Isso para mim e muitos brasileiros è uma palhaçada que todo mundo sabe que no Brasil ningèm fica preso mais que 30 anos sem contar que o juiz intender que ele tem um bom comportamento ele vai para o seme aberto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
25/05 Sáb
Máxima.: 34°c
Minima.: 24 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade