30 de abril de 2017

O corpo do cantor e compositor cearense Belchior, que morreu em casa neste domingo (30), aos 70 anos, foi retirado pela funerária por volta das 14h30, e segue para o Instituto Médico-Legal (IML) de Cachoeira do Sul, cidade cerca de 100 km distante de Santa Cruz do Sul, onde ele morava.
A polícia acredita que Belchior tenha tido uma morte natural. “Em princípio, morte natural, porque não havia sinais de violência, nada indicou qualquer outra coisa. Segundo a esposa, Edna, ele não usava medicação, não apresentava problemas de saúde. Eles disseram que sequer tinham remédios em casa”, afirmou a delegada Raquel Schneider, da Polícia Civil de Santa Cruz do Sul.

À TV Globo, Angela Margareth, ex-mulher do músico, disse que a causa da morte foi um infarto. Segundo a delegada, o corpo foi levado para o exame de necropsia, no qual poderá ser determinada pelo IML o que levou o cantor ao óbito.


De acordo com amigos, o artista vivia há quatro anos no município localizado na região do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul. Há um ano e meio ele morava na casa onde morreu, com a esposa. A residência foi cedida a ele por um amigo.
O corpo deve ser levado para o Ceará, onde ocorrerá o sepultamento na cidade de Sobral, terra natal do cantor, segundo a Secretaria de Cultura do Estado.
O Governo do Estado do Ceará confirmou a morte e decretou luto oficial de três dias. “Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior”, diz em nota o governador Camilo Santana. “O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil”.

Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: Brasil
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
13/06 Qui
Máxima.: 34°c
Minima.: 23 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade