9 de julho de 2024

A investigação da Polícia Federal (PF) no inquérito das joias indica que Jair Bolsonaro (PL) se apropriou e se beneficiou da venda de quatro conjuntos de joias de forma ilegal (veja quais os itens e suas trajetórias nas artes abaixo). A conclusão está no inquérito sobre as joias dadas de presente pelo governo da Arábia Saudita ao governo brasileiro durante a gestão Bolsonaro.

Os itens foram vendidos nos Estados Unidos por assessores do ex-presidente e o valor dos desvios, ainda de acordo com a corporação, é estimado em R$ 6,8 milhões (US$ 1.227.725,12). A Polícia Federal indiciou na última quinta-feira (4) o ex-presidente e mais 11 pessoas no inquérito das joias.

Os documentos listam quatro conjuntos de joias, entre kits, relógios e esculturas:

  1. Um kit de joias, chamado “Rosê”, pela cor das peças – que incluía um relógio Rolex;
  2. Um kit de joias, chamado “Ouro branco”, pelo material de sua fabricação – também incluía um relógio Rolex;
  3. Um relógio, modelo Patek Philippe Geneve;
  4. Duas esculturas, um coqueiro e um barco.

g1

Postado por Blog Cardoso Silva
Categorias: Brasil, Internacional
FAO
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga nossas Redes Sociais
O que você procura?
Previsão para Caicó/RN
16/07 Ter
Máxima.: 34°c
Minima.: 22 °c
Chuva: 0mm
Probabilidade: 0%
Sol com algumas nuvens. Não chove.
União Play
Publicidade